Última hora

Última hora

Grace Jones: Bloodlight and Bami

Em leitura:

Grace Jones: Bloodlight and Bami

Tamanho do texto Aa Aa

Grace Jones, a diva que nos anos 80 surpreendeu o mundo com uma voz inigualável e um visual andrógeno, mostra-se agora, sem máscaras no documentário “Bloodlight and Bami”.

O filme é assinado pela realizadora Sophie Fiennes e demorou uma década até estar concluído, como sublinha a cantora, atriz, modelo, Grace Jones.

“Demorou 10 anos a produzir. Não é que tenhamos decidido lançá-lo agora. Agora é a altura para fazê-lo.”

A realizadora, Sophie Fiennes, afirma que Jones lhe concedeu total controlo criativo e foi um trabalho árduo. Fiennes assegura que Grace não quis ver nada antes que a edição estivesse quase concluída, acabando, depois por contribuir com “ideias fantásticas.”

“Bloodlight and Bami” chega agora às salas de cinema. O filme abriu a secção Hearbeats, da edição deste ano do Doclisboa, no dia 20 de outubro.

Mais sobre cinema