Última hora

Última hora

Judo: Cyril Maret e Natalie Powell surpreendem em Abu Dhabi

Cyril Maret, medalha de bronze olímpico em -100kg surpreendeu o mundo do judo ao arrecadar o título em +100kg. Natalie Powell tornou-se a primeira britânica a ser número 1 do mundo.

Em leitura:

Judo: Cyril Maret e Natalie Powell surpreendem em Abu Dhabi

Tamanho do texto Aa Aa

O terceiro dia do Grand Slam de Abu Dhabi coincidiu com o “Dia Mundial do Judo”, aniversário do fundador do Judo, Jigoro Kano.

Cyril Maret surpreende o mundo do judo

O homem do dia foi o francês Cyril Maret. O medalha de bronze olímpico em -100kg surpreendeu o mundo do judo ao arrecadar o título em +100kg.

O polaco Maciej Sarnacki foi o seu oponente numa final que não teve um bom início para Maret, começou por ficar para trás por waza-ari.

Mas o francês recuperou com um habilidoso ashi-guruma para waza-ari e acabou por imobilizar adversário durante 20 segundos, para ippon.

A primeira vitória de Maret em +100kg veio no momento perfeito, já que, dentro de duas semanas, estará nos campeonatos mundiais “openweight”, em Marraquexe.

Natalie Powell afirma-se uma judoca de top e Mayra Aguiar entra no pódio

A mulher do dia foi Natalie Powell, da Grã-Bretanha, que, em -78Kg, no caminho para a medalha de ouro, derrotou duas holandesas. Guusje Steenhuis foi a primeira a cair depois de um trabalho de pés extravagante de Powell. Depois, na final, derrotou Marhinde Verkerk. Além de conquistar o ouro em Abu Dhabi, Natalie Powell tornou-se a primeira britânica a ser número 1 do mundo.

A brasileira Mayra Aguiar foi medalha de bronze.

Sherazadishvili leva ouro para Espanha

Em -90 Kg, o espanhol Nikoloz Sherazadishvili foi um vencedor surpreendente no combate contra o georgiano Beka Gviniashvili. Na resposta ao ataque do judoca da Geórgia, o espanhol, que por nasceu na Geórgia, fez ippon e reivindicou a sua primeira medalha de ouro na World Judo Tour.

A Espanha conquistou duas medalhas no Grand Slam, uma de ouro e outra de bronze.

Contra-ataque rende ouro em -100Kg

Em -100Kg, o russo Nijaz Bilalov surpreendeu o experiente belga Toma Nikiforov na final. Fez ippon num contra -ataque no momento em que o belga se preparava para lançar o ataque.

Ouro para a Holanda ebronze para o Brasil

Tessie Savelkouls, da Holanda, derrotou Irina Kindzerska, do Azerbaijão, na final de +78kg e somou duas medalhas de ouro conquistadas em Grand Slams durante o ano.

As brasileiras Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman conquistaram as medalhas de bronze.

Ura-nage com assinatura russa

Num dia em que a competição foi marcada por contra-ataques, o movimento do dia foi o incrível ura-nage do russo Alexander Roslyakov.