Última hora

Última hora

Um enigmático "vazio" no interior da grande pirâmide

Um grupo internacional de arqueólogos afirma ter descoberto uma câmara com pelo menos 30 metros na grande pirâmide

Em leitura:

Um enigmático "vazio" no interior da grande pirâmide

Tamanho do texto Aa Aa

Uma das sete maravilhas do mundo antigo possui um enigmático vazio no interior.

Numa investigação publicada pela revista Nature, um grupo internacional de arqueólogos (Franceses, japoneses e egípcios) afirma ter descoberto uma câmara com pelo menos 30 metros na grande pirâmide de Queops, em Gizé, no Egito.

A descoberta foi apenas possível através de uma técnica com raios cósmicos, que permite detectar cavidades em estruturas maciças.

Mas um conceituado egiptólogo, considera que o que foi encontrado não foi de facto uma descoberta e explica porquê.

“Se perceber como a pirâmide foi construída sabe que dentro dela existem muitas cavidade e espaços vazios. Um vazio não significa uma câmara, um vazio não significa uma descoberta, o que eles têm estado a anunciar não é uma descoberta”, explica Zahi Hawass, arqueólogo, egiptólogo e antigo ministro das Antiguidades.

A grande Pirâmide, a edificação mais importante do Império Antigo, foi construída há cerca de 4500 anos durante o reinado do faraó Queops, khufu em egípcio antigo.