Última hora

Última hora

Escândalo de corrupção no Brasil atinge líderes políticos peruanos

Segundo Marcelo Odebrecht, o atual presidente peruano trabalhou como consultor para a gigante brasileira de construção.

Em leitura:

Escândalo de corrupção no Brasil atinge líderes políticos peruanos

Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo de corrupção em torno da construtora brasileira Odebrecht continua a alastrar-se a vários países da América Latina. A Procuradoria-Geral do Peru lançou operações de busca em mais de uma dezena de residências em Lima, no âmbito das investigações que têm visado grande parte da classe política do país.

“Estamos a executar as diligências que foram autorizadas no contexto do inquérito sobre a Odebrecht. Posso dizer que não descartámos a possibilidade de envolvimento de membros deste governo”, afirmava o procurador César Zanabria.

Segundo Marcelo Odebrecht, o ex-responsável da construtora, agora encarcerado, o atual presidente Pedro Pablo Kuczynski trabalhou como consultor para a empresa que terá dado 24 milhões de euros em subornos a políticos peruanos.

A líder da oposição, Keiko Fujimori, filha do antigo chefe de Estado Alberto Fujimori, também pode vir a ser formalmente acusada. O antigo presidente Alan García vai comparecer perante uma comissão parlamentar no próximo dia 11 de dezembro.

Na vizinha Colômbia, é o presidente Juan Manuel Santos quem é investigado pela atribuição de novas infraestruturas em troca de apoios na campanha eleitoral.