Última hora

Última hora

Oxfam denuncia paraísos fiscais

A lista publicada antecede o encontro do conselho ECOFIN de onde sairá uma lista oficial de paraísos fiscais.

Em leitura:

Oxfam denuncia paraísos fiscais

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia no Parlamento Europeu reagiu com agrado à publicação pela ONG Oxfam de uma lista alternativa de paraísos fiscais.

A lista publicada antecede o encontro previsto para a próxima semana do conselho ECOFIN de onde sairá uma lista oficial de paraísos fiscais.

Esta lista contudo exclui países membros da União Europeia.

“Existem vários estados-membros que essencialmente aplicam taxas fiscais de 0%, ou muito próximo, e que são utilizados por outros cidadãos de outros países a fim de escapar ao pagamento de impostos. Por exemplo, os sistema de Malta e do Luxemburgo, sem esquecer os Países Baixos, têm elementos de paraísos fiscais e por isso há que denunciá-lo”, adiantou Sven Giegold, eurodeputado alemão e porta-voz para assuntos económicos e financeiros dos Verdes/EFA.

A lista publicada pela Oxfam recorre aos mesmos critérios aplicados a países terceiros aplicando-os a estados-membros da União Europeia.

“Sabemos de fontes no interior do Conselho que a Suíça e os Estados Unidos não serão incluídos na lista de paraísos fiscais porque estão de certa forma protegidos. Sabemos também que os Estados Unidos ainda permitem que em vários estados se possa abrir uma conta bancária sem identificar o verdadeiro titular. Isto é um convite à lavagem de dinheiro e à evasão fiscal”, diz Giegold.

Segundo a Oxfam, também a República da Irlanda e o Reino Unido deveriam fazer parte desta lista pois cumprem os critérios aplicados a países terceiros.

Mais informações:

https://euobserver.com/economic/140040

http://bit.ly/2zKdriq