Última hora

Última hora

Forças ucranianas conseguem recapturar Saakashvili

O antigo líder da Geórgia foi desta feita detido com sucesso pelas autoridades da Ucrânia, depois de se ter escapado na terça-feira com a ajuda de apoiantes.

Em leitura:

Forças ucranianas conseguem recapturar Saakashvili

Tamanho do texto Aa Aa

A recaptura de Mikhail Saakashvili pelas autoridades ucranianas juntou centenas de apoiantes do antigo líder da Geórgia num protesto em Kiev.

A uma curta distância do parlamento do país, militantes do Movimento das Novas Forças e apoiantes do opositor de Poroshenko gritaram, esta sexta-feira à noite, "Vergonha" e "Kiev, levanta-te". Os incitamentos à revolta foram sempre acompanhados por um contingente elevado de polícias antimotim.

Esta é a mais recente reviravolta na história entre Saakashvili e o regime ucraniano, depois da fuga à polícia na terça-feira e de um autêntico jogo do gato e do rato nos últimos dias. Outrora um apoiante do presidente Petro Poroshenko, o antigo líder georgiano tornou-se governador regional na Ucrânia em 2015, antes de acabar por acusar Poroshenko de corrupção.

Acusado de estar a mover um processo político sobre um opositor, o presidente da Ucrânia garantiu que o caso contra Saakashvili é legítimo. O antigo líder da Geórgia está agora entregue à justiça por, alegadamente, apoiar uma organização criminosa.

Embora tenha uma base de apoio fiel, o seu partido está longe de ser popular na Ucrânia e obteve apenas 1,7 por cento dos votos numa recente sondagem.