Última hora

Última hora

29 iranianas presas por protestos contra o hijab obrigatório

Em leitura:

29 iranianas presas por protestos contra o hijab obrigatório

Tamanho do texto Aa Aa

Na capitaldo Irão, a polícia deteve 29 mulheres que participavam numa manifestação, com a cabeça destapada, contra o uso obrigatório do “hijab”, o véu islâmico. 

Segundo um comunicado da polícia de Teerão, as mulheres foram entregues à justiça porque perturbaram a ordem social.

Sobre esta questão do véu islâmico, a Euronews falou com Faezeh Hashemi Rafsanjani, filha do antigo presidente iraniano, Ali Akbar Hashemi Rafsanjani.

“Sou contra o uso obrigatório do "hijab" tal como sou contra tudo o que é obrigatório. Defendo que cada pessoa deve poder escolher se quer ou não usar o véu. Considero-me uma feminista muçulmana e penso que o feminismo significa igualdade entre homens e mulheres. É isso que procuro”.

No Irão, a lei que obriga as mulheres a utilizarem o “hijab” em público entrou em vigor com a revolução de 1979. 

São quase 40 anos de protestos mas as manifestações dos últimos meses relançaram o debate sobre as liberdades individuais, principalmente as das mulheres.