Última hora

Última hora

Atenas cria comissão para investigar escândalo da Novartis

Em leitura:

Atenas cria comissão para investigar escândalo da Novartis

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento de Atenas aprovou esta quinta-feira a criação de um grupo que vai investigar o suposto envolvimento de 10 políticos no escândalo da Novartis.

O caso que envolve a farmacêutica suíça já é considerado como um dos maiores casos de corrupção na Grécia. Em causa estão alegados pagamentos de subornos para promover os fármacos da empresa.

Segundo a proposta votada hoje em Atenas vai ser criada uma comissão parlamentar de 21 membros e a investigação deverá durar pelo menos um mês.

No debate do parlamento, o primeiro-ministro defendeu que o país precisa de saber a verdade.

“Não vamos ajudar a encobrir, esconder ou enterrar um dos maiores escândalos da história da Grécia Moderna. O povo grego tem o direito de saber o que aconteceu durante os anos de prosperidade e de saber como certas pessoas lidaram com a falência do país”.

Kyriakos Mitsotakiso, o novo líder da oposição grega, acusou Aléxis Tsípras de interferir com a justiça no caso Novartis e de cultivar teorias da conspiração.

“No final, é isto que o Sr.Tsípras quer: manchar os adversários políticos com acusações falsas que sabe que não podem ser provadas. Essas acusações têm a única finalidade de deixar uma aura de sombra e suspeita.