Última hora

Última hora

Abstenção é presença real nas eleições italianas

Em leitura:

Abstenção é presença real nas eleições italianas

Tamanho do texto Aa Aa

Uma alta abstenção é uma probabilidade bastante real nesta jornada eleitoral em Itália. As últimas sondagens publicadas no país, a meio de fevereiro, apontavam para mais de 30 por cento de indecisos, não só acerca de em quem votar, mas mesmo sobre a própria possibilidade de se deslocarem às urnas. A meio do dia, a taxa de participação era de pouco mais de 19 por cento.

"Não voto, porque não vejo razão para tal: todos [os partidos] são a mesma coisa", dizia um italiano em frente a uma assembleia de voto em Roma.

Outra italiana afirmava: "Quero votar porque quero dizer o que penso, mas não estou nada convencida. E mesmo agora tenho dúvidas: vou tomar cinco minutos para pensar..."

As dúvidas e ceticismo expressos por estes eleitores italianos foram constatados pela correspondente da euronews, Gioia Salvatori, que sublinha que muitos outros poderão acabar por nem sequer sair de casa para votar:

"Nunca como agora os italianos chegaram tão divididos a um escrutínio; divididos entre os que ainda acreditam que políticos podem mudar o país e aqueles que perderam toda a esperança."