Última hora

Última hora

Incêndio de grandes proporções em prédio no centro de São Paulo (em atualização)

Em leitura:

Incêndio de grandes proporções em prédio no centro de São Paulo (em atualização)

Tamanho do texto Aa Aa

Um edifício de mais de 20 andares desabou parcialmente, por causa de um incêndio, na madrugada de terça-feira no centro da cidade de São Paulo, Brasil.

Contactado pela Euronews, o Corpo de Bombeiros de São Paulo disseram inicialmente que,não havia qualquer vítima a lamentar, ainda que a última pessoa que esteve em contacto com o corpo de bombeiros tenha dito que estava num dos andares que desabou posteriormente.

Posteriormente, de acordo com o site de informação da Globo, o G1, pelo menos uma pessoa morreu.

A Folha de São Paulo fala também na morte de uma pessoa.

Pelo menos 50 famílias viveriam no prédio, diz o órgão de Defesa Civil. Grande parte dos moradores ocupariam os andares que desabaram.

Os media brasileiros dizem que o desabamento parcial terá ocorrido por volta das 02:50 locais. Depois do desabamento, a Polícia Militar do estado de São Paulo isolou três quarteirões à volta do local.

O fogo terá deflagrado rapidamente. Testemunhas dizem, nas redes sociais citadas por jornais brasileiros, que os bombeiros demoraram cerca de 15 minutos a chegar ao local.

De acordo com Carlos Jonatas, porta-voz do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do estado de São Paulo, "há ainda muito trabalho pela frente, pois as chamas são muito elevadas, muito intensas."

"A ocorrência chegou aqui na gente por volta da 01:30 da madrugada. Fomos para o local e, nesse momento, temos 57 viaturas no terreno, e cerca de 160 homens lutando contra as chamas," explicou Carlos Jonatas.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros de São Paulo indicou que, até ao momento do contacto com a Euronews, não havia qualquer bombeiro ferido.

"Penso que o prédio terá uns 50 anos ou mesmo mais, era um prédio antigo, na zona comercial onde há menos residentes, no centro de São Paulo."

Carlos Jonatas indicou ainda que não sabem qual é a origem do incêndio, que teve lugar num prédio abandonado, ocupado por moradores de rua, "sem qualquer tipo de contrato ou pagamento de aluguel."

"Só poderemos começar com a investigação sobre o que aconteceu depois de controladas as chamas. Vamos também procurar por possíveis vítimas do desabamento," explicou o porta-voz dos Bombeiros de São Paulo.

O diário paulista informa ainda que existe um helicóptero na zona a prestar assistência ao Corpo de Bombeiros.

As autoridades de São Paulo informaram que foram cortadas ao trânsito as zonas entre a Avenina Rio Branco e a Rua Antônio de Godói, na região central de São Paulo.

De acordo com o Tenente André Elias, presente no terreno, há um segundo prédio atingido pelo fogo, mas que não corre riscos de desabamento.

Em entrevista à Rede Globo, o Tenente Elias explicou que todos os residentes desse segundo prédio foram retirados do local.

Apesar da intensidade do incêndio, explicou ainda o bombeiro, os efetivos no terreno encontravam-se numa fase de combate externo e não estavam preocupados com a estrutura de nenhum dos prédios.