Última hora

Última hora

Lula da Silva provoca braço-de-ferro entre juízes

Em leitura:

Lula da Silva provoca braço-de-ferro entre juízes

Lula da Silva provoca braço-de-ferro entre juízes
Tamanho do texto Aa Aa

Guerra aberta entre juízes brasileiros por causa de Lula da Silva

Rogério Favreto, o juiz desembargador de plantão do Tribunal Federal da 4ª Região, de Porto Alegre (Rio Grande do Sul), ordenou, pela segunda vez este domingo que o antigo presidente do Brasil fosse libertado de imediato.

Isto depois do relator do caso Lava Jato do mesmo tribunal, o juiz João Gebran Neto, ter anulado a primeira decisão de Favreto, emitida horas antes.

Na nova ordem, o desembargador diz que Luiz Inácio Lula da Silva deveria ter sido libertado até uma hora depois da decisão, tomada pouco depois das 16 horas locais, 20 em Lisboa.

A deliberação de Rogério Favreto foi, também contestada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação Lava Jato. Moro afirmou que o dito desembargador é uma "autoridade absolutamente incompetente para se sobrepor à decisão da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região e do Plenário do Supremo Tribunal Federal, que autorizaram a prisão de Lula da Silva.

O ex-presidente está preso desde sete de abril deste ano, condenado, no âmbito da Operação Lava Jato, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.