Última hora

Última hora

Calor no Ártico derrete pico mais alto da Suécia

Em leitura:

Calor no Ártico derrete pico mais alto da Suécia

Calor no Ártico derrete pico mais alto da Suécia
Tamanho do texto Aa Aa

O pico mais alto da Suécia, no extremo sul do maciço do Kebnekaise e continuamente coberto por um glaciar, deixou de o ser.

Em causa, de acordo com o anúncio feito por cientistas, estão as altas temperaturas do Ártico.

O Kebnekaise, um popular destino turístico no extremo norte da Suécia, tem dois picos principais: o do sul (Sydtoppen), coberto de gelo, e o do norte (Nordtoppen), rochoso.

De acordo com a geógrafa Gunhild Ninis Rosqvist, da Universidade de Estocolmo, o pico sul perdeu quatro metros de neve entre 2 e 31 de julho: "Temos vindo a observar a tendência há muitos anos. Este pico derreteu um metro por ano ao longo das últimas duas décadas. É um símbolo para todos os glaciares na Suécia, Noruega, em todo o mundo, exceto para a Antártida. É o que sabemos nesta fase. Mas também é um símbolo para toda a região montanhosa. Não é só a neve e o gelo que derretem. Os ecossistemas e as pessoas que estão dependentes, os pastores de renas, estão a lutar arduamente neste momento."

No ano passado, uma diferença de dois metros separava os picos.