This content is not available in your region

EUA retiram material militar da Síria

Access to the comments Comentários
De  Euronews
EUA retiram material militar da Síria
Direitos de autor  REUTERS/Rodi Said   -  

Ninguém parece ter certezas sobre a retirada militar americana da Síria. Primeiro, anunciou-se oficialmente esta sexta-feira o início da saída dos contingentes que combatem o grupo Estado Islâmico. Logo a seguir, membros do Departamento da Defesa dos Estados Unidos vieram dizer que não: afinal, para já só está a ser removido equipamento militar.

[Os Estados Unidos] estão à procura de uma razão para ficar na Síria.

Maria Zakharova Porta-voz, Min. Neg. Estrangeiros russo

Após o anúncio surpresa de Donald Trump, sobre a retirada imediata dos cerca de 2 mil soldados no terreno, o secretário de Estado, Mike Pompeo, protagonizou uma viagem a vários países do Médio Oriente para acalmar os ânimos. Sobretudo, perante uma Turquia que ameaça invadir território sírio para conter as forças curdas protegidas por Washington.

Face a todas as incertezas, é a Rússia que vem apelar à estabilização do contexto. A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, declarou que para Moscovo, os Estados Unidos "estão à procura de uma razão para ficar na Síria. É necessária uma clarificação da estratégia americana".

Mas o que é certo é que as tropas turcas estão a mobilizar-se em peso rumo à fronteira síria.