Líderes religiosos lutam contra as alterações climáticas

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AP, EVN
Líderes religiosos lutam contra as alterações climáticas
Direitos de autor  Alessandro Di Meo/AP

O Papa Francisco e dezenas de líderes religiosos assinaram, esta segunda-feira, um apelo aos governos, a nível mundial, para que se comprometam, com metas ambiciosas, na próxima conferência da ONU sobre o clima. Os signatários do documento prometem-se a fazer a sua parte conduzindo os fiéis a um comportamento mais sustentável.

A COP26, em Glasgow, é chamada a dar respostas eficazes à crise ecológica sem precedentes e à crise de valores que estamos, actualmente, a viver e desta forma a oferecer esperança concreta às gerações futuras.
Papa Francisco

O sumo pontífice da Igreja Católica apelou à reflexão sobre _"_três conceitos" relativos a "este esforço partilhado: Abertura à interdependência e partilha, a força motriz do amor e o apelo ao respeito".

No evento, denominado "Fé e Ciência: rumo à COP26", estiveram presentes representantes de vários espectros religiosos. O presidente da COP26 também participou no evento, e destacou o papel dos jovens neste processo:

"Precisamos que os nossos jovens continuem a apelar à mudança com a paixão que ouvimos hoje. Precisamos dos cientistas com a sua autoridade académica para amplificar ainda mais as suas vozes no debate público, e de líderes religiosos que defendam a ação através da moral",afirmou Alok Sharma.

O encontro acontece após uma cimeira de jovens sobre o clima, que decorreu em Milão, na semana passada, e antes da COP26 que reunirá líderes mundiais em Glasgow, a partir de 31 de outubro.