This content is not available in your region

Cinema, uma industria em mudança no Qatar

De  Euronews
euronews_icons_loading
Cinema, uma industria em mudança no Qatar
Direitos de autor  euronews

Pelo nono ano consecutivo, o Qatar está a celebrar os melhores filmes locais e regionais no Festival de Cinema de Ajyal. Devido à covid-19, o evento regressa novamente num formato híbrido, com 85 produções de 44 países exibidas online e presencialmente.

Novos talentos em destaque

Metade dos filmes apresentados tem a assinatura de cineastas árabes de toda a região e quase um terço é dirigido por mulheres.

A cineasta iemenita Shaima Al Tamimi, realizadora de “_Don't Get Too Comfort_”, conta a história pessoal da sua tentativa de processar um desenraizamento geracional, através de cartas escritas ao avô. O seu filme é apresentado na secção “Made In Qatar”.

Na mesma categoria, concorre também Khalifa Al Thani, com a curta-metragem “_Border_”, um filme sobre um homem do Médio Oriente a tentar passar pela segurança do aeroporto num futuro distópico, em que as questões abordadas são muito atuais.

DOHA FILM INSTITUTE
Equipa "Made In Qatar" no Festival de Cinema de AjyalDOHA FILM INSTITUTE

O Ajyal é organizado pelo Instituto de Cinema de Doha, uma instituição que ganhou fama como um centro de fomento de jovens talentos e vozes do cinema.

Uma das particularidades do festival é o júri, composto por jurados com idades compreendidas entre os oito e os vinte e cinco anos.

Para Fatma Al Remaihi, diretora executiva do instituto, o foco na geração mais jovem numa indústria estabelecida como a do Qatar é importante, porque para o o setor evoluir precisa não só do apoio dos cineastas, como também do público.

O filme “A Hero”, do realizador já galardoado com um Oscar, Asghar Farhadi, abriu o festival. O ator principal, Amir Jadidi, diz que considera Farhadi um dos maiores realizadores do mundo e que aprendeu com os seus valores morais e éticos.

Cinema do deserto

A Cidade do Cinema, na zona deserta de Brouq, também conhecida como Península Zekreet, fica a cerca de uma hora de carro da capital. Foi especialmente construída para uma série de televisão árabe e apresenta uma formação rochosa invulgar.

GETYOURGUIDE
Cidade do Cinema, QatarGETYOURGUIDE

A área circundante é agora uma reserva natural para animais protegida por uma equipa de especialistas ambientais. Mas para os cineastas, o local continua a ser uma fonte de inspiração.

Talento emergente da indústria

A Northwestern University no Qatar dedica-se a formar futuros profissionais dos média e do cinema, através de um programa educativo prático.

Os professores são profissionais da indústria que partilham os seus conhecimentos e experiência do mundo real, tal como o premiado realizador português, João Queiroga, cujo último filme “_Digging for Life_”, conta a história de um homem que se encontra preso a escavar diamantes em Angola. O professor diz que gosta de esbater as linhas entre ficção e não-ficção e muitas vezes encoraja os seus alunos a serem corajosos, ousados e autênticos.

Universidade Northwestern no Qatar
Estudantes de cinema da Universidade NorthwesternUniversidade Northwestern no Qatar

Nadia Al-Khater também acredita que as pessoas podem ficar surpreendidas com o número de mulheres a trabalhar no setor na região. A realizadora está a trabalhar na sua segunda curta-metragem, em estreita colaboração com o produtor Justin Kramer, para quem, “com o tempo, elas começam a encontrar aqui as suas vozes e a compreender realmente que as suas perspetivas e as suas histórias são únicas. E penso que isso só ajuda a indústria, porque são histórias que ninguém conhece”.