Confinamentos localizados e testagem maciça em Pequim

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Fila em centro de despistagem da Covid-19, Pequim
Fila em centro de despistagem da Covid-19, Pequim   -   Direitos de autor  NOEL CELIS/AFP or licensors

Residentes da capital chinesa, Pequim, estão a ser confrontados com confinamentos súbitos e localizados e testes maciços, decididos pelas autoridades para tentar evitar novos surtos de coronavírus a menos de duas semanas da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno.

No bairro de Anzhen, a dois quilómetros da Aldeia Olímpica, residentes e comerciantes receberam inesperadamente uma ordem de confinamento entre domingo e esta terça-feira.

Yang Haiping, empregado de restaurante:"Acho que devemos cooperar para eliminar o vírus o mais rápido possível. Só assim é que podemos reunir-nos com as nossas famílias e voltar a um ritmo de trabalho e a uma sociedade a funcionar normalmente."

Se muitos dizem perceber as medidas, que fazem parte da política de "tolerância zero" face à pandemia, há quem critique a falta de informação das autoridades chinesas.

Um surto de novos casos em Pequim levou as autoridades a impôr testes a milhões de pessoas e restrições de movimento em pelo menos seis bairros da capital chinesa.

Todos os participantes nos Jogos Olímpicos serão também testados à chegada e de forma quotidiana e manter-se-ão isolados do público.