This content is not available in your region

Relatório "Partygate": Johnson volta a pedir desculpa

Access to the comments Comentários
De  euronews
Relatório "Partygate": Johnson volta a pedir desculpa
Direitos de autor  Matt Dunham/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved   -  

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, voltou a pedir desculpas e prometeu alterações no funcionamento do governo, na sequência da divulgação de um relatório sobre mais de uma dezena de festas organizadas em Downing Street em pleno confinamento motivado pela pandemia.

O relatório elaborado pela alta funcionária Sue Gray destaca "falhas sérias" e uma "falta de liderança e julgamento" por parte de responsáveis governamentais.

Num ambiente tumultuoso no Parlamento, Johnson prometeu tirar lições, pediu "desculpa pelas coisas que não foram simplesmente bem feitas, bem como pela forma como esses assuntos foram tratados" e garantiu que "vai consertar" a situação.

Resposta mais do que insuficiente para a oposição trabalhista, que volta a exigir o afastamento de Johnson na sequência do escândalo "partygate".

O líder trabalhista, Keir Starmer, afirmou que "ele voltou à desculpa habitual, de que é a culpa de todos menos dele", acrescentando que o primeiro-ministro "está a esconder-se atrás de uma investigação policial sobre criminalidade na sua casa e no seu gabinete."

Para além do relatório de Sue Gray, as polémicas festas e subsequente escândalo que enchem as primeiras páginas de diários e tablóides no país também estão a ser investigadas pela Scotland Yard.