This content is not available in your region

EUA anunciam primeiras sanções contra a Rússia

Access to the comments Comentários
De  euronews
EUA anunciam primeiras sanções contra a Rússia
Direitos de autor  Alex Brandon/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.   -  

O Presidente dos Estados Unidos anunciou que vai decretar as primeiras sanções contra a Rússia. Uma resposta ao anúncio de Vladimir Putin - que declarou a independência das regiões separatistas de Donetsk e Lougansk, no leste da Ucrânia. Joe Biden disse que vai impor sanções a instituições financeiras russas, à dívida soberana às elites do país e seus familiares. Também reiterou o seu compromisso com a NATO.

Hoje, em resposta à admissão da Rússia em como não vai retirar as suas forças da Bielorrússia, autorizei a mobilização adicional de forças e equipamento dos EUA já instalados na Europa, para reforçar os nossos aliados bálticos, Estónia, Letónia e Lituânia. Sendo claro: são movimentos totalmente defensivos da nossa parte. Não temos qualquer intenção de combater a Rússia. No entanto, queremos enviar uma mensagem inequívoca que os Estados Unidos, juntamente com os nossos aliados, defenderão cada centímetro do território da NATO e respeitarão os compromissos assumidos com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO).
Joe Biden
Presidente dos Estados Unidos
<div class="twitter-tweet twitter-tweet-rendered" style="display: flex; max-width: 550px; width: 100%; margin-top: 10px; margin-bottom: 10px;"><iframe id="twitter-widget-0" scrolling="no" frameborder="0" allowtransparency="true" allowfullscreen="true" class="" style="position: static; visibility: visible; width: 550px; height: 649px; display: block; flex-grow: 1;" title="Twitter Tweet" src="https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?dnt=false&embedId=twitter-widget-0&features=eyJ0ZndfZXhwZXJpbWVudHNfY29va2llX2V4cGlyYXRpb24iOnsiYnVja2V0IjoxMjA5NjAwLCJ2ZXJzaW9uIjpudWxsfSwidGZ3X2hvcml6b25fdHdlZXRfZW1iZWRfOTU1NSI6eyJidWNrZXQiOiJodGUiLCJ2ZXJzaW9uIjpudWxsfSwidGZ3X3NwYWNlX2NhcmQiOnsiYnVja2V0Ijoib2ZmIiwidmVyc2lvbiI6bnVsbH19&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1496239932570058767&lang=pt&origin=http%3A%2F%2Fcmsv2.euronews.lan%2Flogin%3FreturnUrl%3D%252Fstory%252F6497658&sessionId=ba985ed00dcc90f3ef60ac0cd7950987d948ab4f&theme=light&widgetsVersion=2582c61%3A1645036219416&width=550px" data-tweet-id="1496239932570058767"></iframe></div> <script async="" src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>

O Presidente dos EUA denunciou uma violação flagrante do direito internacional por parte da Rússia.