This content is not available in your region

Rússia diz ter assumido o controlo de Lysychansk mas Kiev nega

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AP
euronews_icons_loading
Destruição na Ucrânia
Destruição na Ucrânia   -   Direitos de autor  Maxim Penko/The Associated Press

A Rússia diz ter assumido o controlo da cidade de Lysychansk, na província de Lughansk, mas os militares de Kiev dizem que os violentos combates prosseguem e que ainda não desistiram de manter o domínio sobre esta localidade no leste da Ucrânia. 

No terreno, ao lado das forças russas, combatem chechenos. O comandante destas forças especiais, Zamid Chalaev, garantia que a cidade está sob controlo total russo e que estava em curso uma operação de limpeza. Imagens publicadas nas redes sociais pelo líder checheno, Ramzan Kadyrov, que falava num cerco à cidade.

Cerco negado por um porta-voz da Guarda Nacional ucraniana que garantia que Lysychansk permanece sob o controlo do exército ucraniano.

O Ministério da Defesa russo afirmava ter destruído cinco postos de comando ucranianos no Donbas e em Mykolaiv. Três depósitos de munições em Zaporizhzhia e uma base de armamento em Kharkiv terão sido também atingidos.

Já esta manhã, a agência de notícias russa Tass falava, em explosões na cidade russa de Belgorod, perto da fronteira com a Ucrânia, que terão matado três pessoas e feriram quatro. As causas estavam a ser apuradas, diziam as autoridades locais. Informações até ao momento não confirmadas por nenhuma fonte internacional. 

Na sexta-feira, as autoridades de Odessa, acusavam a Rússia de ter matado 21 pessoas e ferido dezenas na região, em ataques com mísseis.

Outras fontes • VNRP, MOD