This content is not available in your region

Alemanha anuncia novo pacote de apoio às famílias e empresas

Access to the comments Comentários
De  euronews
A medida foi anunciada por Olaf Scholz, numa conferência de imprensa, onde apareceu ao lado dos líderes dos partidos da coligação que integram o Executivo.
A medida foi anunciada por Olaf Scholz, numa conferência de imprensa, onde apareceu ao lado dos líderes dos partidos da coligação que integram o Executivo.   -   Direitos de autor  Photo : Michael Kappeler (dpa via AP)   -  

O Governo alemão apresentou um novo pacote de ajuda às famílias e empresas, no valor de 65 mil milhões de euros, perante o aumento do custo de vida e da energia.

A medida foi anunciada pelo chancelar Olaf Scholz, numa conferência de imprensa onde apareceu ao lado dos líderes dos partidos da coligação que integram o Executivo.

Scholz anunciou, também que pretende reduzir a fatura energética dos consumidores. Para isso, pretende impor um "travão" no preço da energia consumida pelas famílias com o objetivo de garantir o acesso a uma quantidade básica de energia a uma tarifa mais baixa. Para que isso seja possível, o Governo alemão pretende usar os lucros excecionais das empresas energéticas.

"Vamos utilizar os muitos, muitos milhares de milhões que angariamos no processo para aliviar o fardo dos cidadãos com um travão no preço da eletricidade que ajudará a assegurar com que os cidadãos possam, também, usufruir de um fornecimento básico de eletricidade a preços mais baratos", anunciou o chanceler.

O novo pacote de ajudas inclui medidas como, um limite de receitas no mercado da eletricidade para aqueles que não têm de pagar preços de gás elevados. Isto afeta, principalmente, os produtores de energia renovável, como as centrais eólicas, solares e hidroelétricas.

O Governo vai atribuir, de uma única vez, um cheque-energia cujo valor será de 300 euros para os reformados e de 200 euros para os estudantes, está previsto um reforço de subsídios para famílias com dependentes e uma reforma dos apoios à habitação.

Scholz anunciou, ainda, que vai ser criado um sucessor do bilhete de nove euros, anunciado em junho, e que permite viagens ilimitadas nos transportes públicos locais e regionais.

Este é o terceiro pacote de ajuda apresentado pelo governo germânico, nos últimos meses. Os dois primeiros pacotes, no valor de 30 mil milhões de euros, incluíram, entre outros, um desconto em combustível, limitado a três meses, que terminou em agosto, e bilhete de nove euros, mencionado mais acima.