Famílias homenageiam vítimas de atentado em infantário na Tailândia

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
A dor das famílias
A dor das famílias   -   Direitos de autor  Wason Wanichakorn/AP

Entre incompreensão e dor, as famílias das vítimas do atentado da última quinta-feira num infantário no norte da Tailândia, o mais mortífero assassínio em massa de sempre no país, preparam os funerais, que vão decorrer na terça, segundo a tradição budista. As famílias reuniram-se num dos três templos que acolhem os corpos das vítimas, na grande maioria crianças, para uma cerimónia em que foram feitas orações e oferendas, e em que os familiares receberam os pertences das crianças assassinadas.

O balanço é de 36 mortos dos quais 24 crianças, na maioria em idade pré-escolar. O autor do atentado, um antigo sargento da polícia, despedido da força na sequência de um caso com drogas, além da mortandade no infantário ainda matou a própria mulher e o filho quando regressou a casa, antes de se suicidar.