This content is not available in your region

Polícia morto em ataque à faca em Bruxelas

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Ataque à faca em Bruxelas.
Ataque à faca em Bruxelas.   -   Direitos de autor  Sylvain Plazy/AP   -  

Em Bruxelas, um polícia morreu e outro ficou ferido, esta quinta-feira, na sequência de um ataque à faca na comuna de Schaerbeek, perto da gare do Norte. As autoridades estão a investigar pistas que possam corroborar a tese de atentado terrorista.

De acordo com a imprensa belga, o suspeito terá gritado a frase árabe "Allahu Akbar", que significa "Deus é Grande", no momento da agressão. O autor do ataque acabou por ser baleado por outra patrulha e encontra-se hospitalizado, sob vigilância. 

Os media belgas avançam que o suspeito se tinha dirigido, durante o dia, a uma esquadra de outro município e proferido ameaças contra a polícia. O homem manifestou a sua intenção de cometer um crime contra as autoridades e foi levado a um hospital, para uma avaliação psiquiátrica, mas acabou por ser libertado.

Até ao momento, não são conhecidas mais informações sobre o autor do ataque.

Ministra do interior e primeiro-ministro reagem à notícia

A ministra do Interior da Bélgica, Annelies Verlinden, já reagiu à notícia nas redes sociais e fala em "drama horrível".

Alexander De Croo, primeiro-ministro, também já se manifestou, através da sua conta de Twitter. O chefe do executivo belga deu as condolências às famílias das vítimas e recordou que os agentes da polícia "arriscam as suas vidas diariamente para assegurar a segurança dos cidadãos", acrescentando que este ataque o "demonstra uma vez mais".

Nos últimos anos, a Bélgica tem sido palco de vários ataques contra agentes da autoridade. O país é frequentemente alvo de atentados terroristas. O último ataque "jihadista" de grandes dimensões aconteceu, em 2016. Na altura, 32 pessoas perderam a vida e mais de 300 ficaram feridas.