Dina Boluarte declara guerra à corrupção no Peru

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
Dina Boluarte declara guerra à corrupção
Dina Boluarte declara guerra à corrupção   -  Direitos de autor  CRIS BOURONCLE/AFP

Dina Boluarte é a mulher que irá tentar retirar o Peru da grave crise política em que o país se encontra mergulhado. A nova Presidente, sem filiação partidária, apelou à união de todas as forças políticas e indicou como prioridade a luta contra "as estruturas corrompidas por máfias no interior do Estado."

Boluarte sucede a Pedro Castillo, destituído esta quarta-feira após ter anunciado na televisão a dissolução do Congresso e a instauração de um governo de exceção. Tentava desta forma impedir uma moção de censura, a terceira em dezoito meses.

Procurou de seguida refúgio na embaixada do México, enquanto o Congresso aprovava por esmagadora maioria a destituição, acrescentando que o chefe de Estado destituído tinha uma "incapacidade moral permanente".

Castillo acabou detido pela própria escolta, acusado de rebelião. Enfrenta ainda vários processos onde é acusado de corrupção e de liderar uma organização criminosa para enriquecer através de licitações fraudulentas de obras públicas.

Encontra no mesmo estabelecimento prisional outro antigo Presidente, Alberto Fujimori, que também ele promoveu um golpe de Estado para se perpetuar no poder, em 1992.