Última hora

Última hora

As políticas monetárias do BCE

Em leitura:

As políticas monetárias do BCE

Tamanho do texto Aa Aa

Pergunta de Elodie de Lyon, França:

“Olá, sou a Elodie e vivo em Lyon, França.
A forte política monetária conduzida pelo BCE prejudica os países da UE que têm uma política monetária fraca?”

Resposta de Franco Bruni da Universidade Luigi Bocconi, Itália:

“Não creio que a política monetária do Banco Central Europeu seja restritiva, nem que a taxa de câmbio do euro seja muito forte… Pelo contrário, a sua política monetária é bastante expansionista.

As taxas de juros têm sido bastante baixas e a Europa tem bastante liquidez monetária.

Não é uma uma política monetária forte. O verdadeiro problema, diria, é que o BCE tem tido alguns problemas de adaptação da sua política para atender às necessidades de cada país… Não podemos ter uma política monetária única até os mercados estarem mais bem integrados.

Precisamos de uniformizar as regras financeiras e monetárias e, também, de regular os mercados financeiros e os sistemas de pagamento.

Só nestas condições é que uma política monetária comum pode funcionar para todos.

Outro problema que temos, agora, é que a transmissão dessa política, a partir do centro para a periferia, está a acontecer a diferentes
velocidades. E essa é, de facto, uma grande dificuldade.”

Se quiser colocar uma questão, clique no botão “participe”.

Agradecimentos: ISCPA Lyon e Istituto per gli Studi di Politica Internazionale