Última hora

Última hora

PME's: Crescer com a ajuda da bolsa

Em leitura:

PME's: Crescer com a ajuda da bolsa

Tamanho do texto Aa Aa

Conseguir financiamento, para a maioria dos 20 milhões de PME’s da Europa, não é tarefa fácil. Muito menos para as que necessitam de capitais mais avultados para o seu desenvolvimento. Mas há uma solução que pode ser muito interessante e eficaz: entrar na bolsa.

Esta é uma história de sucesso espanhol. Nos últimos meses, uma empresa especializada em fibra de carbono e estruturas compostas, inovadoras, tornou-se líder mundial na conceção, fabricação e sistemas. Também acaba de ganhar um prémio, da Comissão Europeia, para pequenas e médias empresas pela sua internacionalização.

O segredo do sucesso está na decisão de avançar para a bolsa com uma Oferta Pública Inicial, em março de 2012. Desde então registou um crescimento excecional, como explica Rafael Contreras, o Presidente da Europa Carbonetos:

“Antes desta operação, éramos 53. Hoje somos 583 funcionários. O nosso volume de negócios era de 10 milhões de euros. Hoje, é de 70 milhões.”

Esta operação tem permitido à empresa o acesso a fundos essenciais para concretizar a dupla estratégia de internacionalização e diversificação.:

“Temos nove novas localizações no mundo: Estados Unidos, nas costas leste e oeste, China e em vários países da Europa. Com esta operação também melhorámos a nossa tecnologia em diversos setores: automóvel, aeroespacial, ferroviário e de engenharia civil”, acrescenta Contreras.

O processo de abertura de capital é, potencialmente, uma grande oportunidade para o desenvolvimento. Contudo, deve-se estar, plenamente, consciente dos prós e contras, como explica Juan Juárez, Diretor Financeiro da empresa:

“A perda de controlo para os acionistas, mas também o custo financeiro e humano. Há muitas restrições quando se faz uma operação destas. Além disso, fica-se obrigada a divulgar, regularmente, determinadas informações sobre as suas operações, a posição financeira e gestão estratégica.

Os benefícios são: ganhar acesso ao capital de forma contínua, uma melhor avaliação da empresa, maior liquidez, mais notoriedade e credibilidade.”

Se precisa de um capital significativo para desenvolver a sua empresa, e pensa que este sistema pode corresponder ao modelo de negócio da sua PME, saiba que vai precisar de preparação e de obter conselhos de especialistas. Rafael Contreras não tem dúvidas sobre a chave para o sucesso:

“Na minha opinião, a chave para o sucesso é a boa organização, tenacidade e ter confiança.”