Última hora

Última hora

Marijuana vende-se como rebuçados gourmet em Washington

Em leitura:

Marijuana vende-se como rebuçados gourmet em Washington

Tamanho do texto Aa Aa

São filas e filas de pessoas que se têm formado à porta das pouco mais de 20 lojas que estão autorizadas desde terça-feira a vender legalmente marijuana no estado de Washington, nos Estados Unidos. O preço praticado tem sido um dos problemas iniciais da aplicação desta legalização da venda licenciada e consumo de marijuana por maiores de 21 anos, mas nem isso impediu milhares de pessoas de se dirigirem aos estabelecimentos, nomeadamente à loja Cannabis City, a única em Seattle, cuja porta estava como se vê a seguir antes de abrir.


Quando as portas da Cannabis City abriram foi, claro, a loucura, como se vê no vídeo seguinte. Houve quem comparasse estas lojas de venda de marijuana a lojas de rebuçados. Rebuçados gourmet, acrescentamos, atendendo aos preços praticados.

O início da venda legal de marijuana a maiores de 21 anos aconteceu um ano e oito meses depois dos eleitores do Estado de Washington terem votado pela legalização da produção e do consumo da planta. Para as autoridades locais, a liberalizaçao do mercado vai permitir por um lado poupar nas ações policiais contra essa venda e consumo, mas também lucrar com os impostos originados por este novo mercado de prometido crescimento rápido.

Neste início, os preços rondam os 400 dólares a onça (cerca de 295 euros), o que equivale a cerca de 13 dólares (9,7 euros) a grama, incluindo impostos na ordem dos 3 euros. No mercado negro, a mesma quantidade pode ser adquirida, no entanto, por metade do preço, correndo o consumidor, contudo, o risco de não adquirir um produto de tão boa qualidade.

A procura da marijuana legal foi quase absurda. Na Top Shelf Cannabis Store, em Bellingham, estabelecimento que garante ter sido o primeiro do género a abrir as portas neste primeiro dia, um funcionário revelou ao site The Cannabis terem passado "cerca de 400 pessoas" por ali "em quatro horas". a loja vendeu cerca de mil gramas (um quilo) de marijuana legal logo nas primeiras horas a um preço médio de 12,5 dólares (9,2 euros), o que equivale a cerca de 3 mil dólares (2205 euros) por hora. Parte daqui ainda reverte para o estado, na forma de impostos.

Washington, onde a medida intitulada Iniciativa 502 foi aprovada em novembro de 2012, é o segundo estado americano a liberalizar a venda e consumo de marijuana depois do Colorado, em janeiro passado. Outros 12 Estados poderão adotar medidas similares até 2017. O Alasca, por exemplo, está a ponderar a relização de um referendo com esse efeito para ser efetuado já em novembro e o Nevada tem o processo igualmente em andamento para se concluir em 2016.