Última hora

Última hora

Pró-russos relançam ofensiva no Leste da Ucrânia

A Ucrânia acusou esta sexta-feira os grupos armados russos de terem relançado uma ofensiva nas zonas separatistas, depois de o aeroporto de Donetsk

Em leitura:

Pró-russos relançam ofensiva no Leste da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia acusou esta sexta-feira os grupos armados russos de terem relançado uma ofensiva nas zonas separatistas, depois de o aeroporto de Donetsk ter sido tomado ao exército ucraniano.

O aeroporto Sergueï-Prokofiev de Donetsk fazia parte das infra-estruturas modernas construídas na cidade por ocasião do Campeonato Europeu de Futebol de 2012. Tornou-se um ponto importante da guerra no Leste do país em maio de 2014.

Segundo o governo ucraniano, estão na Ucrânia mais de nove mil soldados da Federação Russa com mais de quinhentos tanques, peças de artilharia pesada e veículos militares de transporte.

Os rebeldes rejeitam qualquer cessar-fogo. Um comandante das milícias pró-russas que se identificou como “Sever”, sublinhou que eventuais acordos entre Moscovo e Kiev não serão cumpridos pelos grupos armados separatistas:

“Qual cessar-fogo? Não entendo. Não vai haver cessar-fogo! Os que vierem vão morrer. Vamos varrê-los daqui, varrê-los daqui.”

Na quarta-feira, os chefes da diplomacia da Ucrânia e Rússia acordaram em Berlim a retirada de armamento pesado e estabelecimento de zonas de segurança.

Segundo as Nações Unidas, o conflito no leste da Ucrânia já fez mais de cinco mortos e dez mil feridos.

A última quinta-feira foi um dia pesado em vítimas, com treze civis mortos pelo morteiro que atingiu um autocarro em Donetsk e mais de quarenta mortos em combate.

O comandante da NATO na Europa, Philip Breedlove, disse na quinta-feira que as forças apoiadas pela Rússia no Leste da Ucrânia renovaram “capacidades” e que a situação piorou a uma escala “sem precedentes”.