Última hora

Última hora

"Boyhood" vence BAFTA a caminho dos óscares

Em leitura:

"Boyhood" vence BAFTA a caminho dos óscares

Tamanho do texto Aa Aa

Tom Cruise subiu ao palco no Royal Opera House em Londres para anunciar o nome do grande vencedor dos BAFTA, os prémios britânicos do cinema. A noite

Tom Cruise subiu ao palco no Royal Opera House em Londres para anunciar o nome do grande vencedor dos BAFTA, os prémios britânicos do cinema. A noite correu bem a Richard Linklater. Graças a “Boyhood” o cineasta americano levou para casa os prémios de melhor filme e melhor realizador.

A longa-metragem de Linklater é uma ficção filmada ao longo de 12 anos. Acompanha a vida de um rapaz desde a adolescência à idade adulta. Patricia Arquette, incarna o papel de mãe e venceu o BAFTA para melhor atriz secundária.

Graças a “Grand Budapest Hotel” Wes Anderson venceu cinco prémios, na maioria em categorias técnicas, excetuando o prestigiado BAFTA para melhor argumento original.

“A teoria de tudo” venceu três prémios incluindo o de melhor ator par Eddie Redmayne. No filme biográfico de James Marsh o ator britânico de 33 anos incarna a figura do astrofísico
Stephen Hawking.

O prémio para melhor atriz foi atribuído a Juliane Moore. A atriz norte-americana é uma das favoritas na corrida aos óscares. Na longa-metragem “O meu nome é Alice”, de Richard Glatzer, interpreta uma mulher com a doença de Alzheimer.

Na categoria melhor filme de animação, a distinção coube a “Lego”. Uma consolação para a obra que adapta os célebres brinquedos e que ficou, curiosamente, fora da lista de nomeados para os Óscares.