Última hora

Última hora

Presidente egípcio promete vingar cristãos decapitados

Em leitura:

Presidente egípcio promete vingar cristãos decapitados

Presidente egípcio promete vingar cristãos decapitados
Tamanho do texto Aa Aa

Estes foram os últimos momentos de vida para 21 egípcios cristãos, mortos plo grupo Estado Islâmico: Num novo vídeo de propaganda arrepiante, os reféns são escoltados pelos carrascos numa praia da Líbia, antes de serem decapitados. Os 21 coptas tinham sido raptados em território líbio.

O presidente egípcio Abdel Fattah al-Sissi promete que as coisas não vão ficar assim: “O Egito reserva-se o direito de retaliar, com os métodos e com o timing que achar melhor para a resposta a estes criminosos, a quem não resta uma ponta de humanidade”.

Sissi decretou sete dias de luto e proibiu os egípcios de viajarem para a Líbia.

Tanto a igreja copta como o governo egípcio confirmaram a autenticidade do vídeo.

Para as famílias, mergulhadas no choque, não há dúvida nenhuma sobre a motivação das mortes: Isto aconteceu por serem cristãos e por apoiarem Sissi. Os autores desta execução coletiva identificam-se como o ramo líbio do Estado Islâmico.