Última hora

Última hora

Tiroteio no Wisconsin: Polícia admite que jovem negro não estava armado

Tony Robinson Jr. tinha 19 anos e foi abatido a tiro por um polícia branco na passada sexta-feira

Em leitura:

Tiroteio no Wisconsin: Polícia admite que jovem negro não estava armado

Tamanho do texto Aa Aa

Tony Robinson Jr. não estava armado. Eis uma notícia que não vai acalmar os ânimos dos manifestantes que, em Madison, no estado norte-americano do Wisconsin, saíram à rua em protesto contra a morte do jovem negro por um polícia branco.

Point of view

[Tony Robinson Jr.] não estava armado e isso vai complicar mais o caso - ", Mikel Koval, chefe da Polícia de Madison

Várias centenas de pessoas desfilaram entre o posto de polícia e o local do tiroteio, gritando o slogan “As vidas dos negros contam” – palavra de ordem adotada, nos Estados Unidos, contra uma série de mortes de jovens negros às mãos de policias brancos.

“[Tony Robinson Jr.] não estava armado”, admite Mikel Koval, chefe da Polícia de Madison, que acrescenta: “Isso vai complicar mais o caso, para os investigadores e para que a opinião pública aceite, compreenda e espere pacientemente para ver se houve outras circunstâncias e, se sim, de que forma influenciaram o caso e levaram ao uso da força letal.”

Na sexta-feira, chamada para resolver uma altercação, devido a um problema de trânsito, a polícia identificou um suspeito que perseguiu até ao interior de um apartamento. Alegadamente agredido no rosto, o agente abriu fogo. Transportado para o hospital, Tony Robinson Jr., de 19 anos, acabou por sucumbir aos ferimentos.