Última hora

Última hora

Ucrânia: Poroshenko aceita convocar referendo sobre descentralização

O presidente da Ucrânia está disposto a convocar um referendo sobre a conceder mais poderes às diversas regiões do país. Perante uma comissão

Em leitura:

Ucrânia: Poroshenko aceita convocar referendo sobre descentralização

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Ucrânia está disposto a convocar um referendo sobre a conceder mais poderes às diversas regiões do país.

Perante uma comissão parlamentar que discute as emendas a fazer à Constituição, Petro Poroshenko ressalva que se trata de um referendo sobre “descentralização” e não sobre “federalização”.

“Para aqueles que querem falar sobre federalização: temos um instrumento chamado ‘referendo’ e estou pronto para convocar um referendo sobre a estrutura do Estado da Ucrânia, se os membros da Comissão de Reforma Constitucional considerarem necessário”, afirma Poroshenko.

A reforma constitucional é um dos pontos dos acordos de paz de Minsk. O documento prevê a participação das regiões mas Kiev só dialoga com representantes legais.

O primeiro-ministro, Arsenyi Yatsenyuk, considera que a “a nova Constituição deve consultar os interesses de todo o Estado – do oeste ao leste. E se estamos a falar sobre o nosso diálogo com o leste, estamos prontos para o diálogo mas apenas com os representantes legalmente eleitos e não com criminosos russos e terroristas.”

Os separatistas pró-russos consideraram “inaceitável” a posição de Kiev e recordam que não foram convidados para integrar a comissão constitucional.

Os conflitos entre tropas governamentais e os separatistas começaram há mais de um ano e já fizeram mais de 6 mil mortos.