Última hora

Última hora

EUA: Polícia de North Charleston demite agente acusado de assassínio

Um protesto pacífico em North Charleston contra a morte de Walter Scott, o afro-americano de 50 anos abatido no sábado por um polícia. Dezenas de

Em leitura:

EUA: Polícia de North Charleston demite agente acusado de assassínio

Tamanho do texto Aa Aa

Um protesto pacífico em North Charleston contra a morte de Walter Scott, o afro-americano de 50 anos abatido no sábado por um polícia.

Dezenas de pessoas concentraram-se frente à câmara da cidade da Carolina do Sul para denunciar o crime, que volta a ensombrar as forças da ordem norte-americanas, acusadas de racismo.

Um manifestante afirma: “eu estou aqui em nome de todos os pais deste país para dizer que não suporto mais ver como se repete a mesma situação a cada semana, a cada dia: um jovem negro morto pela polícia a cada 23 a 28 horas”.

Segundo os resultados da autópsia, Scott teria sido morto com cinco tiros nas costas. A vítima teria inicialmente evitado que o polícia utilizasse o taser, alegadamente sem violência, antes de fugir.

O irmão mais velho da vítima, Anthony Scott, afirma, “estamos bem neste momento mas vai ser difícil ultrapassar esta situação. Pois ele era o irmão do meio, o núcleo da família”.

O agente da autoridade Michael Slager foi demitido na quarta-feira, um dia depois de ter sido detido, acusado de assassínio.

O autor do vídeo do incidente, entrevistado pelo canal CBS, afirma que os dois homens teriam tido uma altercação, antes da tentativa de fuga da vítima terminar com os oito disparos do polícia.

A divulgação do vídeo permitiu revelar as circunstâncias do crime, quando o polícia tinha inicialmente alegado uma situação de autodefesa.