Última hora

Última hora

Porto vai a Munique com os olhos em Berlim

A história parece jogar a favor dos dragões: o Bayern nunca conseguiu dar a volta a uma eliminatória em casa depois de perder fora por dois golos ou mais.

Em leitura:

Porto vai a Munique com os olhos em Berlim

Tamanho do texto Aa Aa

Franck Ribéry deverá ser a grande baixa do Bayern de Munique para a recepção ao Porto, na segunda mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões.

Point of view

A história parece jogar a favor dos dragões: o Bayern nunca conseguiu dar a volta a uma eliminatória em casa depois de perder fora por dois golos ou mais.

Os pupilos de Pep Guardiola entram esta terça-feira na Allianz Arena com necessidade de dar a volta à desvantagem trazida do Dragão, onde perderam por 3-1.

O técnico catalão do conjunto da Baviera sabe que as expectativas são altas.

Guardiola afirma que “a Bundesliga e a Taça não chegam” num clube como o “Bayern, tal como no Barcelona ou no Real Madrid, nos grandes clubes da Europa só um tríptico de títulos é suficiente”.

A história parece jogar a favor dos dragões: o Bayern nunca conseguiu dar a volta a uma eliminatória em casa depois de perder fora por dois golos ou mais.

O Porto procura alcançar a sétima meia-final da sua história europeia, mas Julen Lopetegui não vai poder contar com os habituais laterais. Alex Sandro e Danilo viram o amarelo no dragão e ficam de fora do encontro em Munique.

Tal como o Porto, o Barcelona está bem lançado para seguir em frente. Os catalães venceram em Paris 3-1 o PSG e ninguém acredita numa reviravolta de Ibrahimovic e companhia em Camp Nou.

Mas o técnico do Barca, Luis Enrique, sabe que o avançado sueco é um perigo permanente:

“Conhecemos todos Ibrahimovic. Ele tem a sua forma de atacar, é capaz de marcar golos com todas as partes do corpo. Consegue combinar o seu papel com o de médio, é um dos melhores avançados do mundo. Já jogou aqui. Conhecemo-lo muito bem e sabemos que vai ter uma motivação extra no jogo que se avizinha”.

Para além da desvantagem trazida de Paris, o PSG não vai poder contar com o defesa brasileiro Thiago Silva, que se lesionou na primeira mão. Mais uma dor de cabeça para Laurent Blanc que irá apostar tudo nas qualidades goleadoras de Ibrahimovic, que falhou o jogo na capital francesa.