Última hora

Última hora

Rússia afirma ter morto o líder do principal grupo islamita do Cáucaso

O líder do principal grupo jihadista russo foi morto durante uma operação das forças especiais, na república do Daguestão. Segundo Moscovo

Em leitura:

Rússia afirma ter morto o líder do principal grupo islamita do Cáucaso

Tamanho do texto Aa Aa

O líder do principal grupo jihadista russo foi morto durante uma operação das forças especiais, na república do Daguestão.

Segundo Moscovo, Aliaskhab Kebekov foi abatido juntamente com outros dois militantes do grupo islamita, durante o cerco de uma residência em Buynaksk, onde se encontrava refugiado.

A morte do teólogo de 43 anos foi confirmada também por vários sítios islamitas na Internet.

Kebekov tinha assumido a liderança do grupo armado Emirado do Cáucaso, em março do ano passado. O movimento islamita radical, próximo da rede Al-Qaida, e que reúne vários separatistas da Chechénia e do Daguestão, defende há anos a criação de um califado nas regiões do Cáucaso norte.

A organização tinha reivindicado um atentado, em Dezembro, na capital da Chechénia, que provocou a morte de 15 polícias, ferindo 36 outras pessoas.

O anterior líder do grupo, Doku Umarov, tinha sido morto em 2013, alegadamente por envenenamento, depois de ter ameaçado atacar-se aos jogos olímpicos de Sotchi na Rússia.