Última hora

Última hora

Ucrânia lembra vítimas de Chernobil

<b< Foi no dia 26 de abril de 1986 que se deu uma explosão no quarto reator da Central Nuclear de Chernobil, na Ucrânia.

Em leitura:

Ucrânia lembra vítimas de Chernobil

Tamanho do texto Aa Aa

Por ocasião do vigésimo nono aniversário de Chernobil, o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, prestou homenagem às vítimas do desastre nuclear.

Depois de depositar flores no memorial aos bombeiros que sacrificaram a vida no combate ao incêndio, Poroshenko visitou a construção do novo confinamento de segurança do complexo nuclear.

O enviado da Euronews reporta:
“Este arco do tamanho de um prédio de trinta andares tem que cobrir totalmente o quarto reactor nuclear de Chernobil em 2017. A Ucrânia precisa de recolher cerca de 500 milhões de euros para este projecto. Alguns países europeus doadores manifestaram disponibilidade para prestar ajuda financeira”.

Foi no dia 26 de abril de 1986
que se deu uma explosão no quarto reator da Central Nuclear de Chernobil, na Ucrânia, e que matou cerca de 50 pessoas.

A deflagração, seguida de incêndio, libertou para a atmosfera 200 toneladas de material radiativo equivalente a entre 100 e 500 bombas atómicas como as de Hiroshima.

As partículas contaminaram um território de cerca de 200 mil quilómetros quadrados e afetaram mais de 5 milhões de pessoas.

Este domingo, milhares de manifestantes reuniram-se em Minsk, capital da Bielorrússia, um dos países afetados pelas radiações, e protestaram contra a construção de uma central nuclear em Ostrovets, localizada a cerca de 160 quilómetros a noroeste de Minsk, perto da fronteira com a Lituânia.