Última hora

Última hora

Arábia Saudita propõe trégua no Iémen para ajuda humanitária

Em Riade o chefe da diplomacia saudita, Adel al-Jubeir, numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo dos Estados Unidos, John Kerry

Em leitura:

Arábia Saudita propõe trégua no Iémen para ajuda humanitária

Tamanho do texto Aa Aa

Em Riade o chefe da diplomacia saudita, Adel al-Jubeir, numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo dos Estados Unidos, John Kerry, propôs uma trégua de cinco dias no conflito com os rebeldes xiitas no Iémen para que seja entregue ajuda humanitária à população, gravemente afetada pela guerra.

“Teremos vários dias entre o anúncio hoje feito e o início efetivo do cessar-fogo. Isso dará tempo à comunidade internacional para preparar alimentos, medicamentos e outros mantimentos que serão distribuídos de forma eficiente e organizada quando o cessar-fogo começar. Isto se os Huties aceitarem as condições”, disse Kerry.

Adel al-Jubeir sublinhou que “os rebeldes xiitas e os seus aliados não devem impedir os esforços humanitários nem envolver-se em ações agressivas”.

Em Aden, no Iémen, as forças leais ao presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, exilado em Riade, forçam o cerco aos xiitas Huties que controlam a segunda maior cidade do país.

A ofensiva aérea da coligação árabe liderada pela Arábia Saudita contra os rebeldes xiitas destruiu grande parte da sua capacidade militar, mas após quase seis semanas de campanha a situação no terreno permanece inalterada. Analistas apontam para mais de 1.200 mortos, milhares de feridos e de civis deslocados no interior do país, desde março.