Última hora
This content is not available in your region

Arábia Saudita propõe trégua no Iémen para ajuda humanitária

Arábia Saudita propõe trégua no Iémen para ajuda humanitária
Tamanho do texto Aa Aa

Em Riade o chefe da diplomacia saudita, Adel al-Jubeir, numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo dos Estados Unidos, John Kerry, propôs uma trégua de cinco dias no conflito com os rebeldes xiitas no Iémen para que seja entregue ajuda humanitária à população, gravemente afetada pela guerra.

“Teremos vários dias entre o anúncio hoje feito e o início efetivo do cessar-fogo. Isso dará tempo à comunidade internacional para preparar alimentos, medicamentos e outros mantimentos que serão distribuídos de forma eficiente e organizada quando o cessar-fogo começar. Isto se os Huties aceitarem as condições”, disse Kerry.

Adel al-Jubeir sublinhou que “os rebeldes xiitas e os seus aliados não devem impedir os esforços humanitários nem envolver-se em ações agressivas”.

Em Aden, no Iémen, as forças leais ao presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, exilado em Riade, forçam o cerco aos xiitas Huties que controlam a segunda maior cidade do país.

A ofensiva aérea da coligação árabe liderada pela Arábia Saudita contra os rebeldes xiitas destruiu grande parte da sua capacidade militar, mas após quase seis semanas de campanha a situação no terreno permanece inalterada. Analistas apontam para mais de 1.200 mortos, milhares de feridos e de civis deslocados no interior do país, desde março.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.