Última hora

Última hora

Tunísia presta homenagem às vítimas do terrorismo, Reino Unido observa minuto de silêncio

A Tunísia organizou um repasto ecuménico em homenagem às 38 vítimas mortais do atentado na praia de Sousse, na sexta-feira, e às 22 do ataque ao

Em leitura:

Tunísia presta homenagem às vítimas do terrorismo, Reino Unido observa minuto de silêncio

Tamanho do texto Aa Aa

A Tunísia organizou um repasto ecuménico em homenagem às 38 vítimas mortais do atentado na praia de Sousse, na sexta-feira, e às 22 do ataque ao Museu do Bardo, em março. A refeição desta quinta-feira juntou muçulmanos, judeus e cristãos e foi servida ao pôr-do-sol, como manda a tradição durante o mês do Ramadão. Um milhar de pessoas participou no evento.

Para o clérigo mais importante da Tunísia o repasto “simboliza a vitória do país sobre o terrorismo”. Para o mufti Hamda Said, “trata-se de uma união de esforços para salvar a Tunísia e de um esforço para unir as religiões e salvar o mundo.”

As comunidades cristãs e judaicas do país não se sentem ameaçadas. Os terroristas visaram o turismo, o pulmão económico do país.

Entre os presentes contavam-se vários familiares das vítimas dos atentados.

“Sinto uma grande tristeza e resignação e aprecio as manifestações de carinho que recebemos aqui em Tunes em homenagem aos meus pais e as restantes vítimas assassinadas naquele dia” – afirmou o filho de duas vítimas do ataque ao museu do Bardo.

No atentado da semana passada, além da vítima portuguesa, foram assassinados um russo, um belga, dois alemães, três irlandeses e 30 britânicos. Esta sexta-feira as bandeiras estão a meia-haste no Reino Unido e o país observa um minuto de silêncio em memória das vítimas.