Última hora

Última hora

Acordo entre Coreias permite afastar receios de um conflito armado

Uma maratona negocial permitiu às duas Coreias alcançar um acordo para aliviar as tensões que ameaçavam precipitar a península num conflito armado

Em leitura:

Acordo entre Coreias permite afastar receios de um conflito armado

Tamanho do texto Aa Aa

Uma maratona negocial permitiu às duas Coreias alcançar um acordo para aliviar as tensões que ameaçavam precipitar a península num conflito armado.

ONU e Estados Unidos felicitaram o sucesso das discussões intercoreanas, as de mais alto nível entre os dois países no último ano, que decorreram na aldeia fronteiriça de Panmunjom, local onde foi assinado o cessar-fogo da guerra de 1950-1953.

O responsável da Segurança Nacional da Coreia do Sul, Kim Kwan-Jin, explicou que “a Coreia do Norte aceitou exprimir remorsos pela explosão recente de uma mina na Zona Desmilitarizada que feriu dois soldados sul-coreanos”. Pyongyang “concordou também em pôr fim ao Estado de ‘quase-guerra’”.

Por seu lado, a Coreia do Sul comprometeu-se a “calar”, a partir desta terça-feira, as baterias de altifalantes que debitavam propaganda apontadas para a fronteira do país vizinho.

Estes incidentes tinham dado lugar a trocas de tiros na zona fronteiriça que, apesar de não fazerem vítimas, tinham levado Seul e Pyongyang a colocar os respetivos contingentes militares em alerta máximo.