This content is not available in your region

Acordo entre Coreias permite afastar receios de um conflito armado

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com AFP
euronews_icons_loading
Acordo entre Coreias permite afastar receios de um conflito armado

Uma maratona negocial permitiu às duas Coreias alcançar um acordo para aliviar as tensões que ameaçavam precipitar a península num conflito armado.

ONU e Estados Unidos felicitaram o sucesso das discussões intercoreanas, as de mais alto nível entre os dois países no último ano, que decorreram na aldeia fronteiriça de Panmunjom, local onde foi assinado o cessar-fogo da guerra de 1950-1953.

O responsável da Segurança Nacional da Coreia do Sul, Kim Kwan-Jin, explicou que “a Coreia do Norte aceitou exprimir remorsos pela explosão recente de uma mina na Zona Desmilitarizada que feriu dois soldados sul-coreanos”. Pyongyang “concordou também em pôr fim ao Estado de ‘quase-guerra’”.

Por seu lado, a Coreia do Sul comprometeu-se a “calar”, a partir desta terça-feira, as baterias de altifalantes que debitavam propaganda apontadas para a fronteira do país vizinho.

Estes incidentes tinham dado lugar a trocas de tiros na zona fronteiriça que, apesar de não fazerem vítimas, tinham levado Seul e Pyongyang a colocar os respetivos contingentes militares em alerta máximo.