Última hora

Última hora

Liga Portuguesa, J2: Benfica faz pior que Porto e Sporting, Arouca lidera isolado

Benfica não aproveitou empates de Sporting e Porto e foi derrotado pelo Arouca pela margem mínima. A equipa de Lito Vidigal termina a segunda jornada isolada na liderança

Em leitura:

Liga Portuguesa, J2: Benfica faz pior que Porto e Sporting, Arouca lidera isolado

Tamanho do texto Aa Aa

 

Benfica não aproveitou empates de Sporting e Porto e foi derrotado pelo Arouca pela margem mínima. A equipa de Lito Vidigal termina a segunda jornada isolada na liderança e o Setúbal com o melhor ataque.

Os empates de Sporting e Porto, no sábado, tinham deixado uma passadeira vermelha estendida para o primeiro lugar. O Benfica, bicampeão em título, esfregou as mãos de contente mas no momento decisivo deu um tropeção ainda maior que os seus rivais. Aproveitou o Arouca, que somou a segunda vitória em outros tantos encontros e é líder isolado. O Setúbal surpreendeu pela veia goleadora e surge em segundo.

O encontro do Municipal de Aveiro começou com o golo de Roberto. Mesmo em casa emprestada, a equipa de Lito Vidigal entrou a todo o gás e o atacante aproveitou a primeira de muitas falhas defensivas da formação benfiquista para atirar a contar.


Os minutos iniciais pertenceram ao Arouca e Júlio César salvou o Benfica em mais que uma ocasião. Com o passar do tempo, no entanto, a equipa de Rui Vitória foi conseguindo impor o seu futebol.

Então foi a vez de Bracalli brilhar. O Benfica rematou muito (terminou o encontro com 30 remates) mas o guarda-redes brasileiro disse sempre presente.

À medida que o tempo passava, aumentava a ansiedade entre os benfiquistas. Rui Vitória colocou a carne toda no assador (terminou com Jonas, Mitroglou, Jiménez, Gáitan, Vítor Andrade e Carcela em campo) mas mais uma vez ficou provado que não é por estarem mais avançados em campo que se criam mais oportunidades ou se joga melhor futebol.

O Arouca é a única equipa com um registo 100% vitorioso e a única que ainda não sofreu golos. Não é por acaso que está na frente.




Ficha de jogo

Estádio Municipal, Aveiro (cerca de 22 000 espetadores)
Árbitro: Nuno Almeida (Algarve)

Arouca: Bracali, Jailson, Velasquez, Hugo Bastos, Lucas Lima, Nuno Coelho, David Simão (Maurides, 54), Nuno Valente, Artur (Adilson, 58), Ivo Rodrigues e Roberto (Tomás Dabó, 75)
Treinador: L. Vidigal

Benfica:Júlio César, Nélson Semedo, Luisão, Lisandro López, Eliseu (Carcela, 68), Pizzi, Samaris (Raul, 78), Ola John (Vítor Andrade, 46), Nico Gaitan, Jonas e Mitroglou
Treinador: R. Vitória

Golos: Roberto (2')

Cartões: Amarelo para David Simão (23), Lucas Lima (38), Roberto (42), Jailson (74), Vítor Andrade (81), Bracalli (85), Mitroglou (89)



Sporting cai nos velhos hábitos

O Sporting perdeu os primeiros pontos na Liga Portuguesa ao não ir além de uma igualdade a uma bola na receção ao Paços de Ferreira. Os empates em Alvalade têm sido uma dor de cabeça para os sportinguistas nos últimos anos. Nem Leonardo Jardim, nem Marco Silva conseguiram resolver o problema. Jorge Jesus não começou bem. O técnico leonino foi o primeiro a admitir após o apito final que este era um encontro que devia ter sido ganho.

Aquilani e Montero foram as duas novidades no onze de Jesus mas se o italiano fez por merecer a chamada, o colombiano passou completamente ao lado do encontro. Os restantes jogadores acabaram por acusar o esforço despendido a meio da semana para levar de vencida o CSKA de Moscovo.

Bom, nem todos. Carrillo voltou a estar acima de todos os outros. Só quando a bola chegava aos seus pés é que o Sporting conseguia colocar a defensiva pacense em sentido. O peruano apontou o único golo do Sporting e merecia ter regressado a casa com os três pontos.

GOLOOOO!! Andre Carrillo inaugura o marcador em Alvalade! #DiaDeSporting #TuVaisVencer

Posted by Sporting Clube de Portugal on Saturday, 22 August 2015


O Paços, por sua vez, deixou o autocarro em casa e foi a Alvalade à procura dos três pontos. A equipa de Jorge Simão mostrou que não é preciso colocar os onze jogadores dentro da área para defender bem.

Soube controlar os atacantes leoninos (mais dificuldades com Carrillo, mas isso é normal…) e nunca abdicou de procurar o golo. Edson e Roniel punham a cabeça em água à (fraca) organização defensiva do Sporting e foi sem surpresa que os castores conseguiram chegar à igualdade a dez minutos dos noventa.

Mesmo que para isso tenha sido necessária uma grande penalidade muito contestada em Alvalade. Pelé não perdoou e colocou justiça no marcador.

O Sporting, porque sabe fazer muito melhor, não merecia vencer. O Paços, porque nunca deixou de procurar os três pontos, não merecia perder.

ORGULHOBela exibição do Paços rende apenas um ponto.Sporting CP, 1 (Carrillo, 41')- FC Paços de Ferreira, 1 (Pelé gp, 79')

Posted by FC Paços de Ferreira on Saturday, 22 August 2015


Ficha de jogo

Estádio de Alvalade, Lisboa (40 639 espetadores)
Árbitro: Manuel Oliveira (Porto)

Sporting:Rui Patrício; João Pereira, Paulo Oliveira, Naldo, Jefferson (Jonathan, 72'); Carrillo, Aquilani (Adrien, 63'), João Mário, Ruiz; Montero (Gelson, 46'), Slimani
Treinador: J. Jesus

P. Ferreira: Marafona; João Góis, Marco Baixinho, Fábio Cardoso, Hélder Lopes; Pelé, Christian; Edson Farías (Barnes, 70'), Andrezinho (Minhoca, 59'), Roniel (Rodrigo Antônio, 89'); Cícero
Treinador: J. Simão

Golos: Carrillo (41'),Pelé (80')

Cartões: Amarelo para Slimani (45'), Christian (82'), Fábio Cardoso (90') vermelho para João Pereira (79')

Ainda não foi desta que o Porto passou nos Barreiros

É preciso recuar a 2012 para encontrar a última vitória do FC Porto no Estádio dos Barreiros. Então o triunfo foi construído com dois golos de Hulk. Desde então, os dragões visitaram o caldeirão por cinco vezes para um saldo de três derrotas e dois empates.


As dificuldades dos azuis-e-brancos na Madeira não são de agora e se a tarefa já era históricamente difícil, mais se tornou logo aos cinco minutos de jogo, quando Edgar Costa aproveitou da melhor forma um cruzamento de Xavier para abrir o ativo.

A equipa de Lopetegui reagiu tomou então conta das operações mas sem grandes rasgos de génio. Mérito também para a organização defensiva dos insulares.

O melhor que o FC Porto conseguiu foi restabelecer a igualdade por intermédio de Herrera. Com o empate no marcador, a toada de jogo manteve-se. O Porto tentava chegar aos três pontos mas continuava com muitas dificuldades em construir jogadas de perigo.

O Marítimo apostava no contra-ataque e por várias vezes lançou o pânico no último reduto portista.

No entanto estava escrito que o marcador não voltaria a sofrer alterações. Maxi Pereira foi quem esteve mais perto de o conseguir,

O uruguaio poderia muito bem ter sido o herói azul-e-branco mas o cabeceamento no último minuto dos descontos bateu caprichosamente na barra e na linha de golo.

Ficha de jogo

Estádio dos Barreiros, Funchal (7 000 espetadores)
Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa)

Marítimo:Salin, Patrick Vieira, Raúl Silva, Deyvison, Rúben Ferreira, Fransérgio, Alex Soares (Dyego Sousa, 69), Ghazaryan, Edgar Costa (Marcos Barbeiro, 81), Marega e Xavier (Éber Bessa, 62)
Treinador: I. Vieira

FC Porto:Iker Casillas, Maxi Pereira, Maicon, Marcano, Cissokho, Danilo Pereira, Brahimi, Imbula, Herrera (André André, 56), Aboubakar (Osvaldo, 79) e Varela (Tello, 56)
Treinador: J. Lopetegui

Golos: Edgar Costa (5'),Herrera (34')

Cartões: Amarelo para Deyvison (45+1), Marega (58), Brahimi (61), Edgar Costa (61), Fransérgio (72), Cissokho (81), Osvaldo (84) e Éber Bessa (89)

Sporting de Braga continua a marcar passo



No jogo que abriu a segunda jornada, o Sporting de Braga foi derrotado em Vila do Conde pela margem mínima. Os arsenalistas foram os únicos que quiseram vencer mas acabaram por ser derrotados pela eficácia do Rio Ave. Hassan marcou o tento solitário na única ocasião digna desse nome para a equipa da casa.


Vê aqui o resumo do Rio Ave 1-0 SC Braga#EstamosJuntos

Posted by Sporting Clube de Braga on Friday, 21 August 2015


Depois de empatar em Setúbal reduzido a dez, o Boavista voltou a deixar boas indicações ao receber e vencer o Tondela com um golo de Luisinho. O atacante proveniente do Académico de Viseu tem sido um dos destaques nos axadrezados e conta já dois golos em dois jogos.

O Estoril respondeu à goleada sofrida na Luz com uma vitória por 2-0 frente ao Moreirense, enquanto o Nacional somou os primeiros pontos com uma vitória no dérbi da Madeira frente ao União. Tiquinho apontou o único golo do encontro.

Em Guimarães, Vitória e Belenenses dividiram os pontos. Sá Pinto ainda não conheceu o sabor da derrota nos cinco encontros que leva ao comando dos azuis do Restelo.

A terminar a jornada, a goleada do campeonato. Para já. O Vitória de setúbal foi a Coimbra marcar quatro golos sem resposta. Uma noite de sonho do sul-coreano Hyun-Jun Suk, com um golo de levantar qualquer estádio logo aos 17 minutos e o bis, aos 55, lançou os sadinos para os primeiros 3 pontos na Liga.

O triunfo vale ainda ao Setubal a subida ao segundo lugar, com o melhor ataque do campeonato (6 golos marcados — mais 2 que FC Porto, Rio ave, Benfica e Belenenses). A Académica está em último, com a pior defesa (5 golos sofridos).


Melhores marcadores:

2 golos: Aboubakar (FC Porto), Jonas (Benfica), Luisinho (Boavista), André Claro e Hyun-Jun Suk (V. Setúbal);
1 golo: Luís Alberto (Tondela), João Mário, Adrien Silva e Carrillo (Sporting), Carlos Martins, Gonçalo Brandão, Rúben Pinto e Sturgeon (Belenenses), Renan Bressan, Hélder Guedes e Hassan (Rio Ave), Maurides, Roberto e Nuno coelho (Arouca), Mitroglou e Nélson Semedo (Benfica), Afonso Figueiredo (Boavista), Dyego Sousa e Edgar Costa (Marítimo), Francisco Soares e Tiquinho (Nacional), Joan Román e Pedro Santos (Sp. Braga), Breitner e Élio Martins (U. Madeira), Costinha e Ruca (V. Setúbal), Roniel e Pelé (P. Ferreira), Varela e Herrera (FC Porto), Gerso e Bonatini (Estoril), Ricardo Valente (V. Guimarães)


Jornada 02


Rio Ave — Sp. Braga , 1-0
Sporting — P. Ferreira, 1-1
Marítimo — FC Porto, 1-1
Boavista – Tondela, 1-0
Estoril – Moreirense, 2-0
Nacional — U. Madeira, 1-0
V. Guimarães – Belenenses, 1-1
Arouca – Benfica, 1-0
Académica — V. Setúbal, 0-4


Jornada 03


V. Setúbal – Rio Ave (sábado, 29/08)
FC Porto — Estoril
Benfica — Moreirense
Tondela — Nacional (domingo, 30/08)
P. Ferreira — Arouca
Sp. Braga — Boavista
Académica — Sporting
Belenenses – Marítimo (segunda-feira, 31/08)
U. Madeira — V. Guimarães