Última hora

Última hora

Os "campos-fantasma" da FIFA no Paquistão

O centro de treinos Hawksbay, no Paquistão, mais parece um estaleiro abandonado onde alguns 'carolas' vão dar uns toques na bola. Oficialmente, as obras no centro foram concluídas há mais de um ano. M

Em leitura:

Os "campos-fantasma" da FIFA no Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

Foi um investimento da FIFA cifrado em mais de meio milhão de dólares, mas o centro de treinos Hawksbay, no Paquistão, mais parece um estaleiro abandonado onde alguns ‘carolas’ vão dar uns toques na bola.

Oficialmente, as obras no centro foram concluídas há mais de um ano. Mas, os mais de 450 mil euros que saíram das contas da FIFA parecem ser, no mínimo, um exemplo de má gestão.

O presidente da Federação Paquistanesa de Futebol (PFF), que está a ser investigado por desvio de fundos, refere que é a “FIFA que distribui os contratos” de construção e que o dinheiro não chega a passar pelas contas da federação. Faisal Saleh Hayat garante que a federação nem sequer tem a responsabilidade de supervisionar as obras, que a “FIFA não deu um cêntimo” à organização a que preside e que este “é o procedimento habitual” do organismo que gere o futebol mundial.

A agência de notícias Reuters visitou 7 locais, no Paquistão e no Nepal, que receberam verbas ao abrigo do programa ‘Goal’ da FIFA. Três não tinham campo com condições para a prática do futebol e apenas um contava com um programa de treino a tempo inteiro. A maioria parece estar ainda em construção. Só este ano, Nepal e Paquistão receberam mais de 2 milhões de dólares em investimentos da FIFA, mas os resultados estão longe de ser visíveis.