Última hora

Última hora

Parlamento Europeu aprova recolocação de mais 120 mil refugiados

Num sinal de apoio à proposta da Comissão Europeia, divulgada há uma semana pelo presidente Jean-Claude Juncker, o Parlamento Europeu votou, esta

Em leitura:

Parlamento Europeu aprova recolocação de mais 120 mil refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

Num sinal de apoio à proposta da Comissão Europeia, divulgada há uma semana pelo presidente Jean-Claude Juncker, o Parlamento Europeu votou, esta quinta-feira, a favor da criação de um mecanismo para recolocar mais 120 mil refugiados pelos Estados-membros.

A moção reuniu 372 votos a favor, 124 contra e 54 abstenções. Na prática, pretende aliviar-se a pressão migratória exercida sobre países como a Grécia, Itália e Hungria, que se encontram na chamada “linha da frente.”

Antes da votação, colocada de forma extraordinária na agenda parlamentar, o vice-presidente do executivo comunitário, Frans Timmermans, apelou à aprovação: “Não estamos a defender a abertura de todas as fronteiras. Defendemos a atuação com consciência em vez de dizer às pessoas que fogem à guerra e a perseguições para ficarem longe do litoral europeu.”

No Parlamento Europeu, os conservadores britânicos votaram contra. O eurodeputado Ashley Fox explica: “Não acreditamos que abrir as portas da Europa a qualquer pessoa que chegue à fronteira seja o método correto de ajudar. Também consideramos errado, por uma questão de princípio, que a União Europeia ordene aos Estados-membros a aceitação de pessoas nos respetivos países contra a vontade.”

As atenções estão agora concentradas no conselho extraordinário de ministros do Interior e da Justiça de 22 de setembro, de onde pode sair um acordo sobre o plano da Comissão Europeia, caso se supere a oposição do grupo de países do leste europeu.