Última hora

Em leitura:

"Terroristas" na mira de ataques russos na Síria


Síria

"Terroristas" na mira de ataques russos na Síria

Damasco já confirmou o pedido de ajuda a Moscovo. Isso mesmo dá conta a televisão pública síria após o início das operações da aviação russa.

A intervenção é justificada com o combate ao terrorismo.

De acordo com Vladimir Putin, Moscovo vai apoiar o exército sírio na luta contra grupos terroristas. Adianta que este apoio não envolve operações terrestres e que vai ser dado por período de tempo limitado.

O presidente russo não especifica, no entanto, quanto tempo pode durar a intervenção militar, nem o que entende por terroristas.

O secretário de Estado norte-americano já reagiu.John Kerry diz que é importante não confundir a luta contra o autodenominado Estado Islâmico com o apoio a Assad. Acrescenta que seria preocupante se os ataques russos atingissem alvos onde os radicais do Estados Islâmico e da Al-Qaeda não estão a operar.

As agências internacionais garantem na mira dos primeiros ataques estiveram os opositores ao regime de Bashar Al-Assad.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Miller/Cameron: encontro marcado por diferentes objetivos