Última hora

Última hora

ONU aprova guerra aos passadores de migrantes ilegais

A "Operação Sophia" é levada a cabo pela força naval conjunta da União Europeia (EUNAVFOR).

Em leitura:

ONU aprova guerra aos passadores de migrantes ilegais

Tamanho do texto Aa Aa

Chama-se “Operação Sophia”: A força naval conjunta da União Europeia vai poder continuar a salvar migrantes no Mar Mediterrâneo e pode agora também destruir as embarcações usadas pelos passadores.

Point of view

Estes grupos não têm nenhum respeito pela vida humana. Exploram quem faz esta viagem perigosa pelo Mediterrâneo.

A resolução, que foi apresentada pelo Reino Unido, foi aprovada com 14 votos a favor no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Só a Venezuela se absteve. O principal objetivo é lutar contra o tráfico de seres humanos, como especificou o embaixador britânico na ONU, Matthew Rycroft: “Estes grupos não têm nenhum respeito pela vida humana. Exploram quem faz esta viagem perigosa pelo Mediterrâneo. Enchem barcos mal mantidos e sem condições para esta viagem. Depois abandonam os passageiros ao primeiro sinal de problemas”.

Esta operação incide sobre a rota entre a Líbia e a Europa. A Líbia estava inicialmente contra, mas acabou por aceitar os termos.

Segundo a resolução, os migrantes encontrados nas embarcações vão ser levados para Itália, onde serão identificados e os eventuais pedidos de asilo analisados. O documento prevê também a prisão e julgamento dos passadores.