Última hora

Última hora

Ucrânia recusa comprar gás russo

Governo de Kiev deu ordens para que o país deixe de comprar gás ao moopólio russo Gazprom. O sobrevoo do território por aviões comerciais russos passa também a ser proibido.

Em leitura:

Ucrânia recusa comprar gás russo

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia vai deixar de comprar gás à Rússia. O governo de Kiev deu ordens para que o país deixe de comprar gás natural ao país vizinho. Não só como sanção à Rússia pela anexação da Crimeia e pelo conflito no leste do país, como também porque vários países da Europa oferecem gás à Ucrânia a preços mais convidativos, como explicou o primeiro-ministro Arseny Yatsenyuk: “A decisão foi tomada, essencialmente, porque as ofertas que recebemos dos parceiros europeus são muito melhores que as do nosso vizinho a leste”, disse o chefe de governo.

Point of view

As ofertas que recebemos dos parceiros europeus são muito melhores que as do nosso vizinho a leste

A medida é recíproca, já que também a Gazprom, monopólio russo de distribuição de gás, decidiu parar as vendas à Ucrânia. A Gazprom vai continuar a exportar gás para a Europa Ocidental através de gasodutos que passam pela Ucrânia. Os europeus podem assim esperar o inverno sem medo de que o gás falte.

A nova ofensiva do governo ucraniano contra o Kremlin passa também pela gestão do espaço aéreo.

Se os voos diretos entre os dois países estavam já proibidos, Kiev passou agora ao próximo nível, com a interdição completa de sobrevoo do território ucraniano por parte das companhias aéreas russas.