EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ucrânia recusa comprar gás russo

Ucrânia recusa comprar gás russo
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo de Kiev deu ordens para que o país deixe de comprar gás ao moopólio russo Gazprom. O sobrevoo do território por aviões comerciais russos passa também a ser proibido.

PUBLICIDADE

A Ucrânia vai deixar de comprar gás à Rússia. O governo de Kiev deu ordens para que o país deixe de comprar gás natural ao país vizinho. Não só como sanção à Rússia pela anexação da Crimeia e pelo conflito no leste do país, como também porque vários países da Europa oferecem gás à Ucrânia a preços mais convidativos, como explicou o primeiro-ministro Arseny Yatsenyuk: “A decisão foi tomada, essencialmente, porque as ofertas que recebemos dos parceiros europeus são muito melhores que as do nosso vizinho a leste”, disse o chefe de governo.

A medida é recíproca, já que também a Gazprom, monopólio russo de distribuição de gás, decidiu parar as vendas à Ucrânia. A Gazprom vai continuar a exportar gás para a Europa Ocidental através de gasodutos que passam pela Ucrânia. Os europeus podem assim esperar o inverno sem medo de que o gás falte.

A nova ofensiva do governo ucraniano contra o Kremlin passa também pela gestão do espaço aéreo.

Se os voos diretos entre os dois países estavam já proibidos, Kiev passou agora ao próximo nível, com a interdição completa de sobrevoo do território ucraniano por parte das companhias aéreas russas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa

Rússia captura aldeia na região de Donetsk

Ataque russo com mísseis faz seis mortos em subúrbio de Kharkiv