Última hora

Em leitura:

ACNUR preocupada com a situação de refugiados na Europa Oriental


mundo

ACNUR preocupada com a situação de refugiados na Europa Oriental

Centenas de marroquinos, argelinos e paquistaneses continuam a protestar bloqueados na fronteira entre a Grécia e a Macedónia, exigindo ser autorizados a continuar a viajem rumo à Europa do norte.

Cerca de 2.000 migrantes permanecem encalhados desde que as autoridades de diferentes países dos Balcãs decidiram restringir a entrada dos chamados “migrantes económicos” enquanto sírios, iraquianos e afegãos podem seguir.

Porta-voz da UNICEF, Sarah Crowe denuncia: “O número de mulheres e crianças continua a aumentar o que é para nós, muito honestamente, uma surpresa, e só podemos assumir que este é o sentido do desespero em que as famílias se encontram. Quando alguém decide trazer toda a sua família isso significa que as crianças não vão à escola, não têm abrigo e não têm ideia do que vai ser o futuro e é quando se fecham todas as portas”.

As Nações Unidas condenaram as restrições e acusam as autoridades macedonas, croatas, sérvias e eslovenas de violação do direito internacional numa altura em que as condições climáticas começam a ser rudes mesmo em alojamentos improvisados.

Milhares dos chamados “migrantes económicos” esperam por uma solução no campo de Idomeni, mas muitos deixaram o local em busca de rotas alternativas. As autoridades turcas localizaram no noroeste do país um total de 1.300 imigrantes que estavam prestes a atravessar o Mar Egeu para as ilhas gregas, assim como vários de seus contrabandistas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Síria: Filial da Al Qaeda liberta prisioneiros libaneses