Última hora

Última hora

Sauditas executam líder religioso e provocam a fúria dos xiitas

Centenas de manifestantes em Al Awamiya, perto de Qatif, na Arábia Saudita, protestam contra a execução de um proeminente clérigo xiita, Sheikh Nimr

Em leitura:

Sauditas executam líder religioso e provocam a fúria dos xiitas

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de manifestantes em Al Awamiya, perto de Qatif, na Arábia Saudita, protestam contra a execução de um proeminente clérigo xiita, Sheikh Nimr al-Nimr, pela justiça saudita.

Protestos igualmente no Bahrein tomaram as ruas na cidade de Daih, a oeste da capital Manama. Homens e mulheres gritaram slogans anti-governo enquanto marchavam ao longo de uma estrada principal. O protesto terminou de forma pacífica.

Sheikh Nimr al-Nimr e dezenas de membros da Al Qaeda foram executados pela Arábia Saudita este fim de semana sendo a maior execução em série do reino sunita desde há várias décadas.

Estas execuções exacerbam o ódio sectário em toda a região e também em lugares tão distantes como a Índia ou o Reino Unido. O Bahrein vive uma crescente turbulência desde que a comunidade xiita saiu à rua, em 2011, para reclamar reformas e um papel mais importante no governo.

Essa revolta, por ocasião da Primavera Árabe foi reprimida com a ajuda militar da Arábia Saudita que teme o alastrar dos tumultos do Médio Oriente e especialmente Síria e Iraque ao seu território.