Escândalo na FIFA: Rusga na CONMEBOL e fiança milionária para Trujillo

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
Escândalo na FIFA: Rusga na CONMEBOL e fiança milionária para Trujillo

<p>A sede da <a href="http://www.conmebol.com/">confederação sul-americana de futebol</a> foi alvo de uma rusga por parte de procuradores públicos do Paraguai, país onde está sediada a a <span class="caps">CONMEBOL</span>. O alvo seriam documentos que comprovassem movimentações de dinheiro suspeitas dentro do organismo.</p> <p>As buscas foram efetuadas a pedido das autoridades norte-americanas, as quais lideram uma investigação anticorrupção no seio do futebol mundial e que tem a <span class="caps">FIFA</span> como alvo principal.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt" align="center"><p lang="pt" dir="ltr">Escândalo <span class="caps">FIFA</span>: polícia faz buscas na sede da Conmebol<br /> <a href="https://t.co/AYLTwHYBA2">https://t.co/AYLTwHYBA2</a></p>— maisfutebol (@maisfutebol) <a href="https://twitter.com/maisfutebol/status/685233833424371712">7 janeiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A operação realizada em Assunção, a capital paraguaia, está relacionada com a investigação aberta a Nicolás Leoz, presidente da <span class="caps">CONMEBOL</span> até 2013, que se encontra em prisão domiciliária no Paraguai sob ameaça de um pedido de extradição para os Estados Unidos. </p> <p>Leoz é acusado de ter recebido subornos relacionados com os direitos televisivos e da publicidade de eventos desportivos organizados pela <span class="caps">CONMEBOL</span>.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt" align="center"><p lang="en" dir="ltr">A Guatemalan judge in the <span class="caps">FIFA</span> corruption case is released on a $4 million bond <a href="https://t.co/PGtGXuj6Vr">https://t.co/PGtGXuj6Vr</a> <a href="https://t.co/BIKv1whEOA">pic.twitter.com/BIKv1whEOA</a></p>— <span class="caps">NYT</span> Sports (@NYTSports) <a href="https://twitter.com/NYTSports/status/685279127792959489">8 janeiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Em Nova Iorque, entretanto, o guatemalteco Hector Trujillo, detido no âmbito da mesma investigação no início de dezembro a bordo de um cruzeiro que atracou na Florida, teve direito a aguardar julgamento em liberdade contra o pagamento de uma fiança de 4 milhões de dólares (cerca de 3,6 milhões de euros).</p> <p>Trujillo foi secretário-geral da Federação da Guatemala e terá recebido subornos relacionados com direitos de imagem dos Mundiais de 2018, na Rússia, e de 2022, no Qatar. O guatemalteco deverá ficar a aguardar julgamento em New Jersey.</p>